O SÍNDROME DE ESTOCOLMO E PASSOS COELHO

        Não paro de me surpreender com algumas coisas que leio e ouço e, neste caso, apetece-me aqui reproduzir aquela frase de Sá de Miranda que Pacheco Pereira tem no painel do seu “ Abrupto” : “…M’ESPANTO ÀS VEZES, OUTRAS M’AVERGONHO…”.

        Isto a propósito de um comentário de um indivíduo chamado Fernando J. Regateiro que afirma no sítio da Renascença no SAPO que Passos Coelho está em vias de se tornar um Estadista porque “ignora o comezinho”, “é pragmático”, “é impiedoso”  e, também “ magnânimo”. Mas vejam lá porquê :

-“ Ignora o comezinho” porque…rasgou os compromissos eleitorais…

-“ É pragmático” porque…mandou emigrar quem está a mais…

-“É impiedoso”…no tratamento da classe média e pensionistas…

-E “ É magnânimo”…no modo como lida com as manobras políticas do Paulo Sacadura…!!!

                Mas diz, ainda, que mostra resiliência, determinação e teimosia. E que, acrescendo a isto, após o choque pós-eleitoral, o stress do empobrecimento, a maldade das políticas económicas e financeiras, a sua postura perante o perigo do abismo e a vontade de sobreviver o podem identificar como um “carcereiro” pelo que, remata, poderemos estar já a sentir o “ SINDROME DE ESTOCOLMO”!

                O “ SÍNDROME DE ESTOCOLMO” é o estado psicológico desenvolvido por muitas vítimas de sequestro, de violência, de rapto, que as levam, por instinto de sobrevivência ou medo de represálias, a identificar-se com os agressores. Por instinto de defesa ou por se convencerem que doutro modo não poderão escapar do cativeiro, desenvolvem laços com os mesmos convencidos que, assim, conquistarão a sua simpatia. Por analogia poderemos pensar nas vítimas de violência doméstica ou abuso de familiares que, sendo agredidas, continuam a amar o agressor e a defendê-lo como se tratasse de algo normal.

                Está espelhado em muitos filmes, livros e até músicas e muito embora corresponda a algo real não deixa de ser aterrador.

                E desenvolvendo, eu pergunto: será que estas mentes perversas e tortuosas dos nossos governantes e seus conselheiros, sabedores da nossa passividade enquanto Povo, que aceita viver 48 anos em ditadura e elege Cavaco vezes a fio, ao comportarem-se deste modo, fazendo esta política criminosa de empobrecimento através da transferência de riqueza dos pobres para os ricos, estarão a fazê-lo de modo consciente? Por saberem que o Povo Português é mesmo assim, pois gosta de quem é duro, de quem lhe coloca o “cabresto” e os admira pela suja “coragem” em tomar medidas duras? Será que têm em mente o “Síndrome de Estocolmo”?

                Isto parece rebuscado, mas…

                Ah! Diz também o tal indivíduo : O Seguro que se cuide! Não pode deixar o “ carrasco” à solta e tem que fazer mais acordos como os do IRC, para mostrar que também é um Estadista!

                Digam lá se o “SÍNDROME DE ESTOCOLMO” não anda aí à solta!…

Standard

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s