JOÃO BARBOSA – JOCA

      A  brutal notícia, que me foi dada pela minha filha, deixou-me “KO” pois foi um violento “Uppercut”, seguido de um outro murro, este bem no centro da minha testa. Na minha inteligência e capacidade de entendimento do que é a injustiça.

      Embora já o conhecesse, comecei a privar com o JOÃO BARBOSA no ano passado, e tratava-o por João pois não tinha ainda intimidade suficiente para o tratar por JOCA., através das minhas sobrinhas e aquando da apresentação da candidatura do meu irmão à Câmara da Ponte da Barca, ele que era um seu entusiasta apoiante.

      Naquela altura, sabedor do problema pessoal que me afligia, e aflige, relacionado com a doença da minha esposa, não exitou em pôr-me a mão no ombro e, dando-me força e solidariedade, contou-me o drama que passou aquando da morte da sua mãe! E disse-me palavras reconfortantes, de alento e de crença no futuro. E apesar do que tinha sofrido, de um modo muito maduro, sereno e afirmativo, afirmou-me a sua confiança na vida e transmitiu-me palavras de grande conforto e incentivo. Jamais esquecerei!

      Estive com ele mais vezes, mas recordo de um modo particular a sua alegria e boa disposição nas Festas do S. Bartolomeu de 2013 onde, juntamente com as minhas sobrinhas e maridos, do meu irmão Mário, do Carriço e de outros amigos vindos propositadamente de Esposende, do Perry Sousa e outros mais, passamos uma noite memorável e inesquecível…

     Voltei a encontrá-lo  na  noite das Eleições Autárquicas e, a seu lado, vi-o dar uma entrevista à Rádio, na sua qualidade de Presidente da JS, com serenidade e competência, afirmando a justeza e justiça da vitória do meu irmão, demonstrando confiança no futuro da Barca e no meu irmão como  Presidente.

      Foi a última vez que com ele convivi, mas fiquei seu amigo no Facebook onde, por diversas vezes, me concedeu comentários extremamente pertinentes e, pela sua oportunidade e clareza,  de admiração  num jovem de 27 anos!

     VINTE E SETE ANOS! Pode lá ser ?

      Sinto-me revoltado porque não é justo!

     Um Jovem não pode gostar de Desporto? Não se pode dedicar a um Desporto? Mesmo que com algum risco, dirão alguns, mas não é quando se é Jovem que se deve arriscar? Sonhar com participações em Campeonatos que os elevem à transcendência que almejam? De enfrentar a vida e medir as suas capacidades? Não é quando se é Jovem que é permitido ser timorato e enfrentar desafios? De estar presente e lutar? Quando é, afinal? De lutar contra o impossível e enfrentar as grades que toldam o pensamento dos que dizem que tudo é perigoso?

      Que a vida, qualquer vida, é perigosa a gente já sabe e que é também insuspeita de ser justa, também! Mas saber enfrentá-la, dando o exemplo, participando, sendo jovem, sendo audaz e testando as suas capacidades, isso não está ao alcance de todos. E o João fê-lo, sempre!

      A Natureza venceu-o? Eu duvido! Ele venceu-a muito mais vezes… este foi apenas um acidente, uma vingança da mesma  Natureza, insensível e traiçoeira…

     Grande JOÃO BARBOSA : eu vou limpar o sangue deste violento murro. A ferida irá passar…mas a tua luta  desigual contra essa inultrapassável Natureza ficará nas nossas mentes como uma gesta. Como um combate de alguém que pode ter sido vencido, mas não o foi porque lutou! Tu foste forte e irredutível e a Natureza irá fazer-te justiça por isso.

     Descansa em paz AMIGO JOÃO BARBOSA! Até sempre, companheiro….

 

Advertisements
Standard

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s