O burro que se anda a armar em BURRO!

                Anda por aí, na nossa Praça, um burro, que é mesmo muito burro, e que anda a querer armar-se em BURRO. E, emproado e hirto, age como se fosse um BURRO.

                Só que um burro armar-se em BURRO é coisa muito deprimente!

                Os amigos, os compinchas, os conselheiros, os afins, os acólitos e os sorvedores de migalhas ainda lhe vão dizendo: “  Ó Mestre: não ande por aí a fazer-se de BURRO…é que só eles é que são BURROS, Asisinos.” Mas ele não ouve…” Asi” quê?”

                Na sua peculiar e canhestra sabedoria, que pensa ser perspicaz, ele acha mesmo que ser burro é ser como o BURRO : olhar em frente, não ver nem ouvir o que passa ao lado, ter passo firme, fincar as patas quando lhe apetece, cagar de pé, arretar, estupidamente arretar e pensar que, como o BURRO, alheando-se do mundo externo, devagar há-de lá chegar. Resumindo : é a sabedoria deste burro.

                Mas ele não sabe, não lhe ensinaram ou ele não quer saber, que BURRO É BURRO, e por isso se chama BURRO : não admite comparações!

                Mas o que está errado nesta estória, afinal?

                É simples : é que o BURRO não tem mania : é mesmo BURRO!

Standard

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s