A ABÉCULA

Passos Coelho a 5 de Dezembro/14: “ Os donos do País estão a desaparecer, os donos do País são agora os Portugueses!”

A quem tem ou teve a distinta lata de proferir uma frase destas eu tenho que chamar de “Abécula”, que é como quem diz, ”Paspalho, Cretino e Idiota, que é como vem no “ Google” , que extraordinariamente fui consultar com medo de não estar a utilizar a palavra apropriada, apelido, epíteto, denominação, insulto ou tudo o que lhe possamos chamar, mas devidamente apropriado. O PPC, “ Palerma” Passos Coelho, teve essa distinta e aberrante lata e tenho que o apelidar de “ abécula”.

Quem profere uma frase destas só pode ter como objectivo duas coisas: uma , chamar-nos tontos e burros e outra, chamar-nos burros e tontos. Pois se ele diz na introdução da frase que os “ Donos do País estão a desaparecer” , até poderá ter razão mas terá que emendar a frase e dizer: “ Os Portugueses Donos do País estão a Desaparecer”. Assim passa a ser verdade. Mas, então, passa a não ter qualquer lógica e passa a sofisma mesmo o resto da frase : “ Os Donos do País agora são os Portugueses”. Pois, se os “ Portugueses Donos do País estão a Desaparecer”, novo e lógico enunciado, que sentido faz dizer o seu contrário, que os “Donos do País agora são os Portugueses”?

Claro que chamar “ Abécula” a uma outra pessoa, ainda por cima uma que ocupa o cargo de Primeiro Ministro, é um acto de responsabilidade e a assunção desta responsabilidade tem que ser bem fundamentada. E, por isso, eu estou tentando ser cauteloso e explicar tudo, tudinho, assim como se eu fosse muito burro e tivesse que entender ao mesmo tempo que escrevo. Estão a ver?

Mas à medida que vou escrevendo vou ficando satisfeito porque vou achando que a argumentação até nem é difícil. Pois reparem: quem é que hoje, no seu perfeito juízo, pode afirmar, assim festivamente, num comício do seu Partido que, agora, agora sim e certamente por sua acção ou intervenção, sua e do seu Governo, os verdadeiros Donos de Portugal são os Portugueses porque os outros que o eram ou faliram,ou desistiram, ou fugiram, ou escafederam ou foram escorraçados?

Tomando por verdade esta premissa então os os Portugueses Donos de Portugal ficaram sem esse poder e este Poder ficou vazio, vago, nu, despido, cão sem dono, isolado, deserto e ávido de dono!

E quem o tomou? Os Portugueses? Quem? Os Novos Portugueses empreendedores, jovens impolutos e limpos, advindos dessa vaga renovadora que tudo vai “ renovar”, que nos vai lançar para o mundo, para onde eles foram mandados mas onde falta Portugal , serão esses? Claro que não são, nem em pensamento nem em sonho.

Serão outros, ricos e no estrangeiro há muito estabelecidos que, agora, num sentimento de amor pátrio, a convite do Cavaco, resolveram juntar suas fortunas e resgatar Portugal? Claro que não também, porque nunca assim agiram nem costumam apostar na cavalo errado!

Quem serão então os Novos Donos de Portugal? São, efectivamente, os que,  depois devidamente retalhado, o compraram: primeiro comprando e sendo dono da sua Dívida e,portanto, da nossa Soberania. São os grandes e desconhecidos Fundos. São os grandes Bancos Internacionais que são, ao mesmo tempo, donos dos nossos Bancos e quem tomou de assalto as nossas grandes empresas: a EDP, a PT, a REN, os CTT, a ANA…e que se preparam para comprar a TAP, as ÁGUAS DE PORTUGAL e tudo mais que restar… E todos os que a quem, principescamente, pagamos relevantes juros, oriundo do que nos vai restando…

Portugueses, “ Abécula”? E mais o que o Google diz significar.

Quererás tu dizer que foste tu que os derrubaste? Os “ Espírito Santos” e o seu Padrinho Ricardo Salgado? Foste tu? Tu, “ Político diferente”, que nem o conhecias nem nunca com ele tiveste qualquer ligação? Então, se ele era o DDT, como não tiveste,  “ Abécula”? Queres que te recorde, seu imemoriado?

E, já agora, para terminar, sua grande e cretina “Abécula”, quem eram esses Donos de Portugal que desapareceram? Estrangeiros não eram pois estes é que o têm vindo a comprar. Marcianos? Eram Portugueses, claro! Era o Estado que, desgraçadamente, tu representas, sua grande “ Abécula” . Vendido, desgraçadamente vendido por ti e pelos teus.

É preciso ter lata. Aprendeste muito com o de Belém, não foi ? A arte do cinismo, do farisaísmo e de outros “ ismos”, não foi? Grande mestre, realmente, sua grande “ Abécula”,,,

Standard

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s