QUE GLORIOSO RETORNO

Sairam da sua zona de conforto e vão voltar e vão voltar para o novo El  Dorado o novo El Dorado que se chama Portugal para um Portugal renascido das cinzas que os obrigou a fugir por vontade própria uns e a pontapé outros estes para se desempoleirarem irem à vida e se desinstalarem daquele sofá vicioso e viciante que estava a ficar carcomido de tanto uso e a ficar com as molas deterioradas de tão gastas mais as suas costas desengonçadas

Um Portugal livre das amarras da Troika e do protectorado que o deixou de ser e com oportunidades sem fim tal as possibilidades que tal proporcionou o financiamento que recuperamos via credibilidade adquirida e com projectos inauditos como na área petrolífera pois constava e foi descoberto que aqui há petróleo e não temos que ir explorar aquele caríssimo pré sal do Brasil no gás de xisto pois está mais que provado que temos reservas suficientes para abastecer a Europa e arredores nas engenharias e aqui sim ficamos sem engenheiros mas eles agora vão voltar 40 e chega para fazermos o TGV que a Europa insiste que se construa pois há dotação orçamental e já foram gastos mais de 160 milhões em estudos prévios e se está orçamentado é para ser gasto ainda a terceira travessia sobre o Tejo pois como veremos adiante vai ser imprescindível ao apoio das ondas massivas de massas que nos vão ocupar ainda no palácio de congressos do Porto que não tem assim um Meo Arena como Lisboa aquele obelisco prometido aos amigos nossos aliados aquela estátua em Boliqueime ao legendário Cavaco em preito e homenagem ao que ele fez por aquela terra que é sua o novo aeroporto do Funchal que vai perpetuar o Jardim a anémona gigante maior ainda que a de Matosinhos que vai perpetuar o Portas aquele mausoléu mais do que merecido ao Juiz Alexandre pela façanha de ter preso o mais procurado bandido que assolou esta ditosa pátria procurado por todo o mundo dead or alive e que ele conseguiu prender à saída de um avião numa daquelas escalas que ele fazia entre fugas ainda um arco do triunfo àquele que mesmo tendo já uma anémona o merece pois qual Napoleão conquistou mercados por esse mundo fora e os trouxe para Portugal para fazer face aos da Ribeira e do Bolhão em nome da concorrência

E não esquecer ainda as agriculturas pois está previsto o desmembramento de todo o interior de modo a transformá-lo num imenso latifúndio por causa da chamada produtividade de modo a chamar mais fundos e nos transformarmos num imenso fornecedor da Europa pois a CEE já está cheia de Franceses e Polacos que só sabem reivindicar ainda as pescas pois consta que os bancos de bacalhau também querem emigrar
para as nossas costas pois estão fartos de apanhar frio dos minérios ainda e aqui há a grande possibilidade dos diamantes da Lunda se transferirem para Portugal por causa da crise lá em Angola e quem tem buraco tem medo ainda dos têxteis para os quais de anuncia um autêntico boom pois a China aburguesou-se e temos que dar resposta à crescentes encomendas idem no calçado pois é de resto evidente que por todo o mundo o calçado só quer falar em português e até consta que a própria banana se quer transferir quer dizer emigrar para Portugal pois aqui é que se sente bem isto tudo eu ouvi e de quem ouvi é para levar a sério

E Portugal que para esta ciclópica empreitada precisa de quadros que já eram competentes mas que a emigração forçada com que a Pátria os contemplou mais capacitados os fez oferece a esses quarenta ( 40) e onão são precisos mais dado o gabarito e produtividade que adquiriram um estágio de seis (6) meses e sublinho seis para não pensarem que são dois ou três e um bocadito de dinheiro acho que dez mil euros e foi o que ouvi no Eixo do
Mal mas como eles só dizem mal até é capaz de ser bem mais para montarem o seu pequeno e empreendedor negócio que sendo empreendedor justifica os tais fundos estão a ver e não há dúvida que esses quarenta retornados quase tantos como os 85 que em 74 e 75 vieram das ex colónias foram buscar lá fora o seu sustento e vão aceitar voltar à zona de conforto de onde saíram para ir buscar o seu sustento e agora até os remuneram

Mas aqueles que só dizem mal e nada constroem dizem emigraram para aí 400 ou 500 mil só por brincadeira então não vêm os números do desemprego como descem não vêm como desce e descendo assim como podem tantos ter emigrado quando só emigraram aqueles que estavam  no sofá a  estragar o mesmo os malandros na sua zona de conforto e quem disse foi o Marcantónio

Então que sejam engenheiros  por seis meses seis meses basta e se for necessário eles voltam a sair da sua zona de conforto e voltam depois a ser chamados por mais seis meses com mais incentivos outros no entanto por que parece que afinal eles são cerca de cem faz-se assim uma espécie de rotatividade estão a ver

E são o motor essencial para este programa revolucionário e inovador que vai fazer sustentável o insustentável crescimento deste País governado finalmente por gente ágil expedita e visionária que sabe o que quer e com gente invulgar em suma

Se em 74 e 75 fomos capazes de reintegrar aquelas dezenas de retornados uma ninharia de gente e eles foram para a batalha e empreenderam pois a emigração lhes forçou a aprendizagem e o saber também seremos capazes de reintegrar estes 40 vá lá 100 apesar de parecer um número excessivo agora até se fala em juros negativos isto é inferiores a zero e mesmo assim são juros vejam lá e crescimento negativo quer dizer inferior a zero também como se inferior a zero fosse crescimento estava bem se partíssemos do mês menos dois por exemplo e depois passássemos para o menos um aí sim apesar de estarmos abaixo do zero era um crescimento pois um tipo se está  menos um e sobe para o zero está a subir dizia eu o que temos é que racionalizar optimizar e fazer poupanças como agora se diz e é brilhante não digam que não é e quem o disse foi quem foi

Pois se até os bancos de bacalhau para aqui querem vir os diamantes de Angola e tudo o resto que atrás foi enumerado é porque Portugal se tornou moda e rapidamente se descobriu que estes 40 engenheiros que valem mais do que esses 400 ou 500 mil de que os que só dizem mal falam ganharam uma tal reputação que todas mas todas as empresas de obras públicas que daqui fugiram para ir conquistar novos mercados lá fora e este conquistar não é impunemente que é aplicado e é nestes momentos em que é apropriado recordar aquele período glorioso da nossa história em que conquistamos e demos novos mundos ao mundo dizia eu que daqui fugiram todas voltaram para fazer face a tantos empreendimentos e desataram para inveja de outras da estranja que também queriam mas agora quem manda aqui somos nós a fazer essas obras emblemáticas obras de fazer inveja de tal modo que os árabes espertos e cheios da dita cuja aquela com que se compra tudo desataram a comprar Portugal e começaram pela ilha formosa em Faro no Algarve aquelas ilhas de Tavira e aqueles terrenos ainda não construídos em Portimão não que isso faça grande diferença pois é tudo para deitar abaixo para nesses lugares mandarem os nossos engenheiros( 40 vá lá 100 ) construir aquelas torres enormes do Dubai e do Katar e para ali também transportarem aquelas ilhas artificiais tipo palmeiras espalmadas na água que os ricos compraram para afirmar que eram ricos mas que nunca usaram porque ninguém aguenta uma temperatura exterior de 50 graus e uma da água a 40 graus só se fosse para se assarem e não é para isso que são ricos e  no Algarve sim vão tomar partido pois é tudo terreno virgem e a temperatura amena e estão perto das suas casas e de tudo o que se pode ter pois naqueles sítios até o álcool e as “gajas” são proibidos e os Cristantes Reinaldos os Becas os Linel Messias os Neymarias os Rooroo os Zlatovic e tantos outros não hesitaram e desataram a comprar e os árabes também pois Marbelha está saturada de gente pobre e já não é o que era e além do mais no Allgarve há espaço para muitas mais quintas do lago e que a movida que lá se instalou ainda é pior que a dos betinhos na marina de Vilamoura vejam lá e ilha formosa é que vai ser

E por arrasto e como consequência Lisboa vai-se transformar numa gigante Manhatan e last but not the least Wall Street vai-se para lá mudar e a City também e todos os seus lobos mais os de Homg Kong e Simgapura qual alcateia e isso  vai provocar uma onda de regressos ao  nosso El Dorado primeiro de todos os outros engenheiros e arquitectos que por esse mundo pululam e estavam renitentes em voltar e depois deles toda aquela massa imensa de portugueses que enche o mundo numa onda de retornados assim cinco ou mais vezes superior à da outra vez e mais ainda a eles se seguirão vagas e vagas de chineses de filipinos de indonésios e até de vietnamitas que vão sair do conforto daqueles barquitos onde vivem e das casas palafitianas onde pernoitam saindo assim também eles da sua zona de conforto e vão inundar as nossas cidades com as suas comidas de rua e também as bugigangas trazidas e confeccionadas por todos aqueles magrebinos e subsarianos que deixaram de ter que ir dar a Lampeduza qual quê agora montaram tenda ali para os lados de Faro e Tavira uma coisa nunca vista e até já se fala que Las Vegas por falta de clientela se vai transferir para Vilamoura

Perante este apocalipse este enorme e imprevisto apocalipse na opinião da Maria que disse ao Aníbal que pena não seres tu a inaugurar tudo isto ao que ele respondeu não foste tu que quiseste a estátua em Boliqueime quando eu preferia o mausoléu e tu aceitaste agora chupa no dedo quiseste ir para o convento e agora ninguém nos visita ninguém quer saber de nós

Entretanto coisa inesperada tudo isto colocou um problema de sustentabilidade assim como um barco que leva gente a mais e corre o risco de afundar mas não é bem a mesma coisa porque a terra não se afunda mas a pressão é tanta que se pode descolar rachar estão a ver e depois pode-se deslocar descolar e deslocar está certo e acontecer o que imaginou ou oraculizou Saramago na Jangada de Pedra e a península ibérica ir mar Atlântico adentro contornando a Madeira e estacionar ali algures junto à Atlântida que pode entretanto acordar e aí é que são elas

Vejam lá o que pode provocar uma decisão a decisão de mandar retornar 40 engenheiros emigrados trazendo-os novamente para a zona de conforto de onde saíram uns de motu próprio e outros a pontapé vejam lá assim como mal acomparando o efeito do bater de asas de uma borboleta

Do que eu me havia de lembrar arre quase perdia o fôlego

Nota este sonho não é meu é do Lomba contou-mo tim tim por tim tim e é assim

Advertisements
Standard

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s