AS ” MINHAS MENINAS” ( da SANIPOWER )

Este texto é, para além de todos os que o leiam, nomeadamente membros da SANIPOWER, particularmente dedicado à minha de longos anos colega e queridíssima Amiga XANA GOMES, mulher sempre inteira e garbosa, pelo seu …Aniversário!

 

Mais uma vez fui honrado pela Administração da SANIPOWER com o convite para a sua Festa de Natal, festa essa que, ao mesmo tempo que uma reunião de celebração econvívio, é também uma reunião de balanço do ano e do caminho durante ele percorrido.

E sentindo-me honrado, não posso deixar de afirmar se tratar da Empresa onde passei os meus quase últimos quinze anos e terem sido estes, ao longo dos mais de quarenta a nos de trabalho, os mais felizes da minha vida.

Por esta Empresa fiz e dei tudo o que pude e soube e dela sempre recebi tudo o que ela me poderia dar. Aliás, como qualquer trabalhador que a ela dedique o que sabe e pode.

Mas o meu reconhecimento é tanto mais importante quanto dela continuo a receber a Amizade, a Compreensão e o Humanismo que são seu apanágio e fazem dela e dos seus dirigentes entidades exemplares e referências. De uma SANIPOWER cada vez com mais “ Power” e superiormente dirigida por um Homem de quem desejo ser eternamente Amigo: o Sr. AMÉRICO CAMPOS.

Mas a foto que aqui reproduzo, obtida na mesma Festa, tem para mim uma simbologia especial pois é uma foto onde estão aquelas que eu considero “ As Minhas Meninas” e que, também simbólica mas realmente, à minha beira se sentaram. E são “ minhas” sim porque foi com elas que passei a maior parte do meu tempo ao longo dos últimos anos. Manhãs, tardes, dias e até noites em que a elas tudo quis ensinar e de quem também tudo aprendi. Porque na vida é mesmo assim : tanto queremos ensinar que depois são as pessoas a quem pretendemos ensinar que nos ensinam. Ensinam-nos novos métodos, novas ferramentas, novas posturas, processos mais fáceis e expeditos e mais rigor e até competência!

Mas ter visto, assistido e acompanhado o seu processo de integração e de aprendizagem até à quase sabedoria foi para mim um prazer indesdizível. Senti-las emergir, ganhar fôlego e depois nadar foi uma satisfação sem nome.

Aprender das Mulheres é coisa que muitos homens não admitem. Mas eu aprendi e aprendi muito: Da XANA GOMES como fazer tudo simples com boa disposição e bonomia, às vezes com destempero mas sempre com dedicação e dádiva. Mas tudo isto muito bem perfumado numa inteligência de fixar. Eu gosto de Mulheres resolvidas e afirmativas. Mulheres de têmpera de de querer, que falam da vida com abertura e usam a inteligência como arma para a normalidade. E a XANA é tudo isso! Da FILIPA SILVA, Dra Filipa Silva, a sobriedade eficaz, a programação que não se nota mas está lá, o tudo fazer com leveza e sem atropelo como se esse tudo fosse muito simples. A resposta imediata e firme e da há uns tempos a esta parte dada com laivos de graça e afirmação de uma maturidade já assumida. Da JOANA LIMA que quando entrou nada sabia agora até já se ri do tanto que aprendeu. Quando entrou foi para Telefonista e eu disse-lhe: que sorte a tua! É neste lugar que se aprende a pulsação da empresa, é aqui que se toma conhecimento de tudo mas também é nesta função que a mesma se espelha. Aprendeu a sobriedade e o saber estar. Eu lutei por ela porque nunca me foi indiferente a sua apurada educação e simplicidade aberta. Da ISABEL VILAÇA nem se fala. É o protótipo do querer é poder! Também começou por Telefonista que, no campo dos Serviços, é o melhor lugar para se começar. É o perfeito sinal de que a vida só é difícil para os fracos. E aí está ela, impante no seu orgulho responsável e extremamente organizada na sua desorganização! Falta falar da ELISABETE que por estar momentaneamente doente não aparece na foto, mas de quem todos tudo já sabem: Mulher inteligente e culta, fiel até ao nunca, exigente até ao infinito e desbocada sem limite! Um ícone da Empresa, sem dúvida!

São estas as “ Minhas Meninas”. São estas as Meninas com quem tantos anos lidei e que sempre tão bem me trataram. São as Meninas, as Minhas Meninas, que sempre me apelidaram de Chefe, do Chefe que nunca fui. Talvez pela minha maneira de ser, simples e aberta, tentando sempre incutir-lhes que o que eu fazia era tão simples que elas também poderiam fazer. E passaram a fazer, quiçá em muitos aspectos, muito melhor que eu. Em todas elas tenho uma Amiga e a todas dedico todo o carinho que posso dar. Foi e será sempre um privilégio ser Vosso Amigo e disso faço questão de afirmar.

E que esse “ Power” que demonstram seja sempre o lenitivo para uma SANIPOWER  com cada vez mais “ Power”.

Uma SANIPOWER superiormente dirigida pela mão sábia e humana do Sr. Américo Campos, o verdadeiro e legítimo CHEFE, pela sobriedade inteligente e organizada do Sr. Rogério Teixeira, pela educada simplicidade do Sr. Mário Portela e pela juventude idealista e irreverente do Sr. Pedro Campos, escudados no essencial beneplácito da experiência, da postura e do saber do Sr. Dr. Albano Loureiro e na eficiência simples e escorreita do Sr. Nelson Fernandes.

Bem hajam todos. Vocês são a minha Família e fazem parte das minhas referências de vida.

E, neste caso, um obrigado especial às “ Minhas Meninas” pelo Vosso incondicional carinho.

BOM NATAL!

 

Standard

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s