AO ARMANDO ( Carvalho Araújo)

Ele é um Carvalho de Araújo/ Ele é de Araújo um Carvalho!

Parece agora estar na moda/ De cem festejar metade
Como se na vida e sua roda/ Fosse garantida uma idade.

Mas neste caso eu desculpo/ E a seus festejos não falho
Vai daqui o meu indulto/ Ele é um Araújo do Carvalho

Ele é Carvalho de Araújo/ Ele é um Araújo do Carvalho!

Meia idade pensa ter/ Mas tudo o que aprouver
Mesmo sem nunca parecer/ Na vida fez por merecer.

Porque o que é lhe parece/ Um grande espeto ambulante
Mas como não é tratante/ Tem aquilo que merece.

Ele é um Carvalho Araújo/ Ele é de Araújo um Carvalho.

E com seu ar de lenhador/ Mas de requebros e mercês
Ele foi sempre um Senhor/ Nas estâncias do Gerês.

E não sendo um ser perfeito/ E já o ter visto encharcado
Porque de lenha ele é feito/ Em Carvalho é conservado.

Ele é um Carvalho de Araújo/ Ele é um Araújo do Carvalho!

Que nunca lhe falte o farfalho/ Nem da proveniência o cujo
Que siga sendo um Carvalho/ Um Carvalho de Araújo!

Mas o que é e foi pouco importa/ O que importa é precaver
Que não seja letra morta/ Sentidos e saber manter.

E então terá que ter. A saber:

Cabeça para pensar/ Cabelos para cortar e Ouvidos para escutar.
Olhos para vislumbrar/Nariz para cheirar e Língua para falar…
Uma boca para tragar/ Uma garganta para emborcar/Uns dentes pra mastigar e uns lábios para beijar…
E pra chupar…e pra sugar…

Uns ombros pra carregar/ Uns braços para pegar e umas mãos pra manobrar…
Um peito pra respirar/ Um fígado pra destilar e um Estômago para tratar…
O que Intestinos vão organizar/ E o resto que enfim restar e que um bom coiso vai despejar…

Umas pernas para andar/ Uns bom pés pra caminhar/ Uns calcanhares para arretar e uns Joelhos para rezar…

Mas voltando a subir o corpo/ À espera que o acordem/ Surge um ser ainda morto…
E que por artes laborais/ De feminina competência e coisas mais/ Fica pronto e pontiagudo…
Para qual delicada seda/ Entrar em loja de veludo….

Mas pra ele eu só desejo…

E só uma coisa eu lamento:
É que a partir deste momento
A força de tal instrumento
Não siga a do pensamento…

Mas tudo isso tu tens…Portanto os meus Parabéns!
Tu és de Araújo um Carvalho/ Tu és um Carvalho de Araújo!

Advertisements
Standard

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s