O FACEBOOK

Durante o dia e nas horas em que estou mais relaxado, eu costumo, também por um hábito já adquirido, enraizado e quase automático, ir ver o Facebook e, impulsionado por um desejo íntimo e talvez exacerbado de estar, participar.

Mas este “participar” tem uma lógica e esta lógica é decorrente do simples facto de existir este instrumento. Durante algum tempo eu relutei e, mesmo assim, dos veículos existentes nas redes sociais, eu apenas utilizo o Mail e o Facebook. O Mail com certeza pois ele deriva do Telex, que foi substituído pelo Fax e depois deu no Mail, que é rápido, eficaz e muito mais completo. Claro que eu posso acrescentar aqui o Iphone que, para além disto, tem tudo o resto, mas o que mais me prende e uso é o Facebook.

Mas porque é que é tão importante o Facebook? Há muitas razões e eu, a enumera-las, nunca as enumeraria todas. Mas há uma primeira e fundamental: é o mais importante e completo instrumento de combate à solidão!

Claro que me dirão que isso é muito redutor mas, acreditando que cada caso é um caso, eu apostaria que na maior parte dos casos é a razão principal e que só depois daí derivam todas as outras.

Eu vou falar do meu caso, que é o que mais conheço, e desde já e absolutamente digo que sem este “brinquedo” a minha vida não seria a mesma, nem de perto nem de longe.
Eu quando falei no “combate à solidão” não o fiz por acaso porque, constatando o exemplo meu, eu poderei imaginar o que por aí vai…E este instrumento, em qualquer circunstância e também nesta, faz com que nos sintamos vivos, actuantes, pensantes e participantes. E também úteis e dispostos a aprender e a ensinar.

Mas faz mais: faz com que recuperemos amizades de décadas, falando, conversando, ouvindo, lembrando, recordando, opinando, e sentirmos que, mesmo não nos vendo, estamos mais próximos que nunca e desejando sempre um rápido encontro. Nada disto seria possível sem isto!

Faz com que a Família, a grande Família, que é sempre difícil escutar e ver, esteja sempre presente: numa fotografia que se coloca, num evento a que vai, num projecto que se vence, num patamar que se alcança e também na lembrança e na recordação que sempre surge e nos faz sentirmo-nos mais em dia com ela e com a vida.

Mas faz também com que Amigos, por enquanto virtuais por ainda pessoalmente não nos conhecermos, tendo a sua própria vida, já façam parte da nossa a ponto de dizermos que só falta uma coisa: conhecermo-nos! A nossa intimidade já é tal, já trocamos tantas ideias e coisas, tantas experiências e estares que, quando nos encontrarmos, a única coisa que faltará é o beijo e o “como estás”?

Eu não tenho qualquer rebuço em afirmar ou perguntar-me: que seria a minha vida actual sem esta ferramenta? Seria uma vida, claro que seria, mas seria bem diferente! É que, para além de todos os aspectos já referidos, eu tive a oportunidade de, neste caso por pressões familiares internamente exercidas, ocupar uma parte desse tempo que me sobra escrevendo e publicando o que vou fazendo num BLOG que alguém fez o favor de me criar para o efeito.

Que me criaram, se chama aesquerdadozero@wordpress.com, e que muitos dos meus amigos vão seguindo. Que eu vou alimentando sem qualquer obrigação especificada, mas como um dever que assumi comigo próprio, independentemente de ser mais lido ou menos lido. Começou há dois anos e meio quase e já publiquei, para além de muitos que escrevo e estão no meu arquivo, mais de 250 textos!

E eu sinto-me muito feliz por isso. Não medindo a aceitação, o suposto êxito ou reconhecimento das minhas capacidades de retratar em escrita o que observo e leio, mas por ter sido capaz de o fazer! Isso, e só isso, reconforta-me e faz-me agradecer a este instrumento, que me deu esse acrescento de motivação que, de outro modo, eu não teria!

O estar aqui a escrever este texto, em online e sem rede, e relendo apenas antes de publicar para aferir de possíveis erros. Tão só e sem nenhum compromisso que não seja o de uma exigência comigo próprio: na minha solidão sentir-me útil!

Obrigado, então, ao Facebook! E obrigado a quem me vai aturando…

Advertisements
Standard

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s